e-mail

esqueceu a senha

resultado de exames

Blog
Dicas
Eventos
Notícias
Novidades
Saúde

Laboratório São Lourenço faz “Parceria Pela Vida” em campanha do Outubro Rosa

Woman presenting breast cancer awareness message

 

Em uma parceria inédita pela democratização dos exames preventivos dos tipos de câncer mais comuns em mulheres, o Laboratório São Lourenço, o Centro de Diagnósticos por Imagem de Manhuaçu, CDI, o Laboratório Núcleo Anatomia Patológica e o Laboratório Hermes Pardini lançam no mês de Outubro, a Campanha PARCERIA PELA VIDA. Com abragência em Manhuaçu e todas cidades com unidades do Laboratório São Lourenço, exames preventivos de Papanicolaou e Mamografia serão disponibilizados a custos muito baixos para sistematizar o hábito da prevenção entre o público feminino. De acordo com o diretor José Eustáquio Ambrósio da Costa a campanha de prevenção precisa levar em conta as questões financeiras, principalmente neste momento de crise que o país enfrenta. “Informação é tudo! Mas não precisamos apenas esclarecer a população que ela precisa se cuidar, mas também tornar tais exames acessíveis a todas as classes, a qualquer renda”, afirma.

Para realizar os exames de Papanicolaou e Mamografia com os valores especiais da Campanha Outubro Rosa é necessário apresentar um panfleto da campanha que estão sendo distribuídos em todas as unidades do Laboratório São Lourenço e também no Centro de Diagnósticos em Imagem, CDI de Manhuaçu.

Decteção Precoce

Durante muito tempo, as campanhas de conscientização para o câncer de mama divulgaram a ideia de que o autoexame das mamas, baseado na palpação, era a melhor forma para detectá-lo precocemente. Mas o tempo passou, a medicina evoluiu e as recomendações mudaram. O autoexame continua sendo importante – mas de forma secundária. Quando o tumor atinge o tamanho suficiente para ser palpado, já não está mais no estágio inicial, e as chances de cura não são máximas.

Infelizmente, ainda há muita desinformação no Brasil. Uma pesquisa realizada pelo Datafolha a pedido da Femama revelou que para 82% das mulheres o autoexame é a principal forma de diagnóstico precoce. Apenas 35% apontaram a mamografia. A incidência do câncer de mama vem crescendo no mundo todo, mas, quando se trata do número de mortes causadas pela doença, as tendências variam. Em países desenvolvidos, a mortalidade vem caindo lentamente, ao passo que nos países em desenvolvimento, como o Brasil, registra-se um gradativo aumento.

Pelo menos parte dessa diferença se deve ao diagnóstico precoce, ainda precário no nosso país. Entre 1999 e 2003, quase metade dos casos de câncer de mama foram diagnosticados em estágios avançados, segundo estudo do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Especialistas estimam que mortalidade por câncer de mama em mulheres entre 50 e 69 anos poderia ser reduzida em um terço se todas as brasileiras fossem submetidas à mamografia uma vez por ano.

Câncer de Colo de Útero

O exame de Papanicolaou é uma arma poderosa na descoberta das lesões cancerosas e pré-cancerosas do colo uterino e baseia-se na retirada de células do colo uterino. Realiza-se este exame por meio da colocação do espéculo (“bico de pato”) seguida de raspagem do colo uterino com uma espátula de madeira ou plástico e também com uma pequena escova. Estas células são espalhadas em uma lâmina de vidro sendo a mesma enviada para o laboratório. Segundo o Ministério da Saúde, o início da coleta deste exame deve ser aos 25 anos de idade para as mulheres que já tiveram atividade sexual.

 

Voltar
comentários