e-mail

esqueceu a senha

resultado de exames

relação de exames

O Laboratório São Lourenço desenvolveu uma relação completa de procedimentos para você obter informações sobre seu exame, de como ele é realizado e instruções corretas de jejum e coleta (modificar o texto)

CHLAMYDIA TRACHOMATIS-NEISSERIA GONORRHOEAE (PCR) [PCRC]

Exame [mnemônico]

CHLAMYDIA TRACHOMATIS-NEISSERIA GONORRHOEAE (PCR) [PCRC]

Material [mnemônico]

URINA [U]

Condições

- Urina 1º jato da manhã.

Tempo de jejum

Questionário

Comentários

Palavras chaves Chlamydia trachomatis, PCR Clamídia trachomatis Chlamydia, detecção DNA Neisseria gonorrhoeae PCR Gonococo PCR Instruções - O material colhido em urina primeiro jato apresenta melhor sensibilidade do que a urina jato médio, porém pode ser realizado em urina jato médio se especificado pelo médico. - Urina 1º jato: colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, e coletar o 1º jato de urina em tubo de transporte de urina. - Urina jato médio: colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horasentre as micções. Fazer higiene da genitalia com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina e coletar o jato do meio. Comentários As clamídias são bactérias intracelulares obrigatórias, desenvolvendo- se na célula hospedeira e formando inclusões citoplasmáticas. Clamídia tracomatis é responsável por infecções sexualmente transmissíveis (uretrites e cervicites), podendo evoluir, quando não tratadas, para infecções profundas (epididimite, salpingite, peri-hepatite, esterilidade tubária), responsável igualmente por conjuntivites e pneumonia no recém-nascido. Pode apresentar-se de forma assintomática em 70% das mulheres e 30% dos homens. A PCR é útil na detecção rápida das infecções (em diversos sítios) por Chlamydia trachomatis. Tem sensibilidade e especificidade superiores à cultura e imunofluorescência direta. Uma de suas principais vantagens é a possibilidade de ser realizada também em amostras de urina, em lugar do raspado uretral. De acordo com o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), a PCR é considerada o teste de escolha para este diagnóstico.